Sabemos que o corpo está conectado através de diversos mecanismos. É por isso que uma alteração biomecânica no funcionamento do organismo inevitavelmente criará outras alterações. Quando falamos de mobilidade de coluna torácica, não dá para esquecer os problemas criados pela falta dessa mobilidade.

Lembrando que uma boa parte dos nossos alunos não tem mobilidade de coluna torácica. Além disso, é extremamente comum encontrar desvios posturais nessa região que, eu te garanto, prejudicam todo o corpo.

Para que fiquemos mais atentos a essas alterações separei um infográfico com 4 alterações geradas pela falta de mobilidade de coluna torácica. Leia com atenção para começar a avaliar essas características nos seus alunos.

4 alterações geradas por falta de mobilidade de coluna torácica

4 alterações geradas pela coluna torácica

Respiração

A coluna torácica está diretamente ligada à caixa torácica. Assim falta de mobilidade de coluna torácica também afetam o eixo de ligação esterno-costelas-vértebras-escápulas. Além disso, essa pouca mobilidade gera alterações no funcionamento do diafragma. Ele altera seu trajeto, diminuindo a capacidade respiratória do indivíduo.

Alterações escapulotorácicas

As escápulas estão localizadas na caixa torácica, onde elas devem deslizar para conseguir um bom movimento de ombro. Com mobilidade de coluna torácica limitada, a caixa torácica fica com movimentos também limitados, atrapalhando o ritmo escapulotorácico.

A coluna torácica está diretamente ligada à caixa torácica. Assim problemas na região também afetam o eixo de ligação esterno-costelas-vértebras-escápulas.

Dor no quadril

A articulação do ombro possui direta ligação com o quadril. Dessa maneira, a falta de mobilidade gera dor no quadril oposto devido ao mal funcionamento das cadeias cruzadas do tronco.

Também podemos encontrar dor no quadril homolateral por causa das cadeias musculares retas do tronco com problemas de funcionamento.

Joelho varo ou valgo

Com o quadril mal posicionado ele precisará busca uma reorganização no espaço. Assim, o quadril, que está diretamente conectado ao joelho, encontraremos alterações nessa última articulação. Geralmente, essas alterações vem na forma de um varo ou valgo de joelho.

Conclusão

O corpo é um conjunto complexo único e indissociável. No caso da mobilidade de coluna torácica, precisaremos corrigir essa característica para ganharmos também no joelho, quadril, respiração e ombro. Sem uma coluna com mobilidade e movimentos funcionais encontraremos um corpo completamente cheio de compensações.

O que achou desse conteúdo? Quer aprender ainda mais sobre coluna torácica? Confira meu artigo completo sobre os problemas gerados pela coluna torácica.