Ao lidarmos com uma paciente que sofreu de câncer de mama precisamos sempre lidar que ela está fragilizada psicológica e fisicamente. Logo após a cirurgia para remoção do câncer ela também apresentará uma série de compensações biomecânicas devido à cirurgia e à reconstrução da mama.

Nós, como profissionais do movimento, podemos e devemos ajudar. Para isso teremos alguns objetivos no tratamento, dei ênfase aqui aos 4 principais objetivos que deveremos lembrar com essas pacientes. Conseguindo aplicá-los nas sessões conseguiremos devolver um pouco da autoestima e independência da paciente.

Consequências da cirurgia 

Como já mencionei, nossa aluno é uma pessoa fragilizada que possui no dorso algumas cicatrizes cirúrgicas. Ela também já passou por decepções, dores, falta de esperança e não se importa mais com as sequelas cirúrgicas.

Parte do músculo peitoral está removida, ou até todo ele. Sua mama foi reconstruída através do enxerto do reto abdominal, extirpado unilateralmente. Pode até estar sem parte do grande dorsal, usado para fazer a reconstrução.

Apesar de imprescindíveis para salvar a vida de muitas mulheres, essas cirurgias terão consequências no sistema musculoesquelético. Nós que trabalhamos com fisioterapia ou Pilates precisaremos trabalhar com essas consequências, ajudando a paciente a voltar a suas atividades.

[INFOGRÁFICO]Câncer de mama: como ajudar com 4 passos

CÂNCER DE MAMA

Teremos assim, quatro objetivos no tratamento usando o movimento. São eles:

  • Restabelecer a amplitude de movimento que foi perdida como sequela da cirurgia. Geralmente a paciente sentirá dificuldades para mover o membro do mesmo lado da cirurgia.
  • Controlar o edema do membro superior, especialmente importante em casos onde houve esvaziamento dos gânglios.
  • Fortalecer os membros afetados pela cirurgia, a paciente sentirá perda de força e precisará recuperá-la para conseguir voltar a suas atividades.
  • Realizar a analgesia da dor, um fator extremamente limitante para a paciente que também interfere no tratamento que realizamos com movimento.

Conclusão

O tratamento do câncer de mama deixará nossas alunos com diversas compensações pelo corpo. Por isso o tratamento posterior realizado pela fisioterapia e pelo Pilates será tão importante.